segunda-feira, 20 de outubro de 2008

CONFUSÃO NA EMPRESA

"Acabei de ler os seus livros STRESS? Reduza-o Já, SUCESSO NA VIDA! Por Que Não?, Para Que Serve a Psicologia? e Psicoterapia Para Quê?, emprestados por uma amiga.
Estou a praticar aquilo que foi recomendado à Cristina mas não consigo fazer a auto-análise. Suponho que vou ficar por um diário, porque aquilo que me deita abaixo é a situação na empresa onde o clima está pior do que nunca com a crise que se instalou de repente. Se a situação não era boa, agora tornou-se pior ainda. Estou perto do Centro do país e tenho poucas possibilidades de me deslocar para psicoterapias ou aconselhamentos. Ainda bem que a minha amiga me veio visitar há bastante tempo, com uns livros na mão e com vontade de descansar mais do que um fim-de-semana. Agora, fornece-me os livros de vez em quando e eu mantenho alguma prática de

relaxamento para o que tenho tempo, especialmente à hora de dormir.
Consultei o seu
blog que, com a ajuda da minha amiga, me deu a ideia de lhe perguntar se me pode ajudar na minha dificuldade na empresa onde sou chefe dum departamento com cerca de 15 a 20 operários sob as minhas ordens.
Estou em stress permanente, com confusões que nunca mais acabam. Tenho 35 anos.
Se me puder ajudar, agradeço imenso.


Recebi o seu e-mail e, para que outros também possam beneficiar com as informações que vou dar, transcrevi-o quase na íntegra.
Pensei nele durante o fim-de-semana. Embora não saiba o que se passa consigo, julgo que deve ser algo relacionado com situações de conflitos laborais, medo de despedimentos, falta de encomendas ou dificuldades financeiras. Suponho que não será qualquer
litígio com os patrões.
Em qualquer dos casos, antes de tudo, tem de manter a calma ou recuperá-la rapidamente quando tiver de tomar uma decisão ou enfrentar uma situação nova. Tem de raciocinar friamente, pondo de lado todas as emoções.
Para isso, tem os livros que citou. Continue a prática que já começou e que é muito importante. Nenhuma consulta ou aconselhamento lhe pode dar essa prática (treino) que é indispensável. Veja também como a Isilda da DEPRESSÃO? Não, Obrigado! teve os seus problemas e reagiu. Continue a consultar o meu blog. Pode ser que algum dos posts com as respostas a outras pessoas lhe possa interessar.
Como julgo que está inserido num ambiente de trabalho que não lhe é favorável neste momento, aconselho a ler também DO CONFLITO À GESTÃO E À DECISÃO NEGOCIADA que lhe pode dar uma ideia ligeiramente diferente daquela que tem da situação organizacional e sobre a qual tive de falar com os meus alunos do ISMAT até ao
fim do ano passado. Pode dar uma outra perspectiva de como gerir um conflito. Mesmo em caso de frustração. Será o seu caso?
Se não conseguir qualquer apoio com isso, terá de recorrer pessoalmente aos serviços de um colega com quem se pode aconselhar mais pormenorizadamente.
Desejo-lhe boa sorte bem como à sua amiga a quem também recomendo que não deixe de praticar os exercícios que já começou.

Presentemeente, existe o livro «PSICOTERAPIA... através de LIVROS...» (R) para orientar os que desejam ebveredar por uma recuperação autónoma ou com pouca ajuda de especialistas.

4 comentários:

Anónimo disse...

Agradou-me este post que também me interessa.

Professor Universitário disse...

Acabando de visitar todos os seus posts, posso dizer que gostei deles na generalidade. Continue.
Boa sorte a bom proveito para os que necessitam de apoio psicológico.

Anónimo disse...

Sou comerciante e a mim também me ajudou nestes tempos de crise.

compincha disse...

Oxalá que Barack Obama consiga gerir conflitos que foram sendo criados e aumentados pelo Bush.
Que Deus o proteja! Ou Alá?